15 anos de tradição jurídica!
Atendimento pelo novo WhatsApp
Entre em contato e agende sua consulta com Drª Denise Reis
novo número de WhatsApp .... Anote ........ (21) 2481-1417
A aplicação das leis é mais importante que sua elaboração..
Consulte sempre um(a) advogado(a).. é essencial para a JUSTIÇA!

Notícias Jurídicas

Controle de Processos

Insira seu usuário e senha para acessar informações do seu processo:

Matéria Publicadas


Aposentadoria por Tempo de Contribuição - 02/09/2019

Esclarecendo algumas dúvidas:
 
A nova regra de cálculo das aposentadorias por tempo de contribuição foi estabelecida pela Lei 13.183/2019. Agora, o cálculo levará em consideração o número de pontos alcançados somando a idade e o tempo de contribuição do segurado – a chamada Regra 85/95 Progressiva.
 
Até 30 de dezembro 2018, para se aposentar por tempo de contribuição, sem incidência do fator, o segurado terá de somar 85 pontos, se mulher, e 95 pontos, se homem. A partir de 31 de dezembro de 2018, para afastar o uso do fator previdenciário, a soma da idade e do tempo de contribuição terá de ser 86, se mulher, e 96, se homem.
 
A lei limita esse escalonamento até 2026, quando a soma para as mulheres deverá ser de 90 pontos e para os homens, 100 – conforme a tabela abaixo:
 
 
Com a nova regra, os trabalhadores vão se aposentar com 85 e 95 anos?
 
Não! 85 e 95 é o número de PONTOS que eles deverão atingir para se aposentarem integralmente. O número de pontos é igual à idade da pessoa mais o tempo de contribuição com o INSS. Tem direito quem contribuiu por no mínimo 180 meses. (ex: uma mulher de 53 anos que tiver trabalhado por 32 anos já pode receber aposentadoria integral. O mesmo vale para um homem de 59 que tiver trabalhado por 36 anos). Esses números serão gradualmente aumentados até 2026, quando chegarão a 90 pontos para as mulheres e 100 para os homens.
 
Então agora só se aposenta por tempo de contribuição quem atingir os 85 ou 95 pontos?
 
Não. Para ter direito à aposentadoria por tempo de contribuição, os segurados da Previdência Social precisam ter 30 anos de contribuição, no caso das mulheres, e 35 anos, no caso dos homens. A nova regra é uma opção de cálculo, que permite afastar a aplicação do Fator Previdenciário (mas que tem carência de 180 meses de contribuição, como as demais aposentadorias). Caso a pessoa deseje se aposentar antes de completar a soma de pontos necessários, ela poderá se aposentar, mas vai haver aplicação do fator previdenciário e, portanto, potencial redução no valor do benefício.
 
Qual a idade mínima para se aposentar pela Regra 85/95?
 
Pelas regras de hoje, NÃO existe idade mínima para aposentadoria por tempo de contribuição no INSS. O que é exigido para esse tipo de aposentadoria é o tempo mínimo de contribuição, de 30 anos para mulheres e de 35 para homens. A regra 85/95 não muda em nada o requisito de acesso ao benefício. A nova regra traz uma nova forma de cálculo do valor do benefício, permitindo que não se aplique o Fator Previdenciário para quem atingir os pontos.
 
Esta regra acaba com o Fator Previdenciário?
 
Não, ele continua em vigor. A nova regra é uma opção. Caso a pessoa deseje se aposentar antes de completar a soma de pontos necessários, ela poderá se aposentar, mas vai haver aplicação do fator previdenciário e, portanto, potencial redução no valor do benefício.
 
Muda alguma coisa para quem já se aposentou?
 
Não. Para quem já está aposentado não há nenhuma mudança.
 
 
Por que as mudanças são necessárias?
 
Para garantir uma Previdência sustentável e contas equilibradas para o futuro, de modo a assegurar a aposentadoria dos trabalhadores de hoje, mas também de seus filhos e netos.
 
 
A discussão sobre o replanejamento da Previdência está encerrada?
Não. O governo federal criou um Fórum de Debates com trabalhadores, aposentados, pensionistas e empregadores para continuar debatendo o tema, que é de vital importância para o futuro do país.
 
 
Autor: Drª Denise Reis

Contate-nos

Av. Padre Roser  Nº 42  SALA 512 - Edifício Punto Offices
-  Vila da Penha
 -  Rio de Janeiro / RJ
-  CEP: 21220-560
+55 (21) 2481-1417+55 (21) 991137530
© 2020 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Visitas no site:  48255